quinta-feira, 5 de agosto de 2010

DE ONDE VEM A LONGEVIDADE DOS PROFESSORES?


O SEGREDO...

Um médico saiu a caminhar e viu essa velhinha da foto sentada no banco de uma praça lendo o Jornal do Comércio.

Aproximou-se e perguntou:

- Nota-se que está bem, qual é seu segredo??

Ela então respondeu:

- Sou PROFESSORA do Governo do Estado. Durmo às 4 da manhã elaborando provas, me levanto às 6. Nos fins de semana não pratico esportes, não me divirto. Trabalho corrigindo avaliações, organizando as aulas, preenchendo diários de classe, fazendo planejamentos, procurando músicas para passar para os alunos e vídeos na INTERNET para não deixar as aulas MONÓTONAS. Não tenho tempo para os meus filhos, só para os FILHOS DOS OUTROS. Todo final de semana, estou sempre com algo para elaborar ou corrigir, inclusive nos feriados, como hoje, 1º DE MAIO - DIA DO TRABALHO. Não tomo café da manhã, não almoço e nem janto porque não dá tempo.

Ah, e nos minutos vagos, ainda leio os jornais em circulação, que frequentemente trazem reportagens em que o Governador do Estado, Cid Gomes, diz que eu não mereço salário melhor, porque sou preguiçosa e não ensino direito. Afinal, como professora tenho que me manter informada, não é mesmo?


O doutor então exclamou:

- Mas isso é extraordinário! A senhora tem quantos anos?

- 37 - respondeu-lhe a velhinha.

3 comentários:

  1. Já presenciei o fenômeno do envelhecimento precoce de uma professora muito querida. É triste, mas acontece mesmo...

    ResponderExcluir
  2. Pois, então... achei essa mensagem uma fotografia da vida do professor...

    ResponderExcluir
  3. É, nós professores somos msm, mal interpretados, mal remunerados, mal de situação finaceira, em relação a outros trabalhos que não tem o significado tão importante quanto o nosso, etc.
    Apesar de prepararmos para o mercado de trabalho em todos os sentidos, perdemos o valor mediante o tempo que se segue a vida de cada um deles.
    Bom, me pergunto até que ponto existimos, uma sociedade medíocre e pequena que rouba nossos direitos e nos aliena a viver dessa forma, por isso concordo quando Eça de Queiroz fala: " Os políticos e as fraldas devem ser trocadas frequentemente e pelo mesmo motivo".
    A verdade é que ninguém se importa com a situação em que vivemos, com isso sofremos podendo até morrer com a indisciplina de nossos próprios alunos, a sociedade tão pouco se importa, o poder público faz caras e bocas sendo assim no final das conta será entre vc e Deus ou melhor entre nós e Deus.
    Um grande abraço e que Deus possa ter misericórdia de cada um de nós, que de certa forma escolhemos essa perigosa fonte de trabalho seja por amor ou sobrevivencia.

    Valdécia Oliveira

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar meu Blog!!!