quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Internet Banda Larga em Nova Olinda-CE será possível através do Projeto Cinturão Digital desenvolvido pelo Governo


Confira a matéria da reunião de trabalho que marcou o início do Projeto

O projeto tem como objetivo construir uma rede de infraestrutura óptica, dando acesso banda larga a 82% da população cearense.

Durante a reunião, o Gerente de projeto da Schahin, responsável por conduzir as obras do Cinturão, Antonio Edmundo, apresentou o plano de ação e o cronograma de execução. "Nós dividimos os trechos em nove rotas, onde duas rotas estarão sendo construídas em paralelo, com isso ganhamos tempo", explicou. Segundo Edmundo, as duas primeiras rotas a serem feitas serão a rota 1, dividida em dois trechos, um que segue de Fortaleza até Pacoti e outro de Fortaleza a Nova Jaguaribara, e a rota 3, que vai de Fortaleza a Sobral. "A escolha dessas rotas se deve a dois fatores, o primeiro por serem as maiores e as mais difíceis, por conta, das dificuldades de travessias, visto que passam por cidades de grande densidade demográfica; e o segundo, porque servirão de ponto de apoio das equipes durante a execução das demais rotas", esclareceu.

"A idéia é ir inaugurando os trechos, a medida que as rotas forem sendo concluídas", afirmou Fernando Carvalho, presidente da Etice. “Para essas duas primeiras rotas a previsão de entrega é na segunda quinzena de março”, disse Edmundo.

A partir das duas primeiras rotas, as demais serão na seguinte sequência:

1. As rotas 04 (Nova Jaguaribara/Banabuiú/Senador Pompeu/Mombaça/Quixeramobim/Quixadá) e 05 (Morada Nova/Limoeiro/Russas/Itaiçaba/Aracati).

2. As rotas 07 (Iguatu/Icó/Cedro/Lavras da Mangabeira/Milagres) e 08(Milagres/Barbalha/Juazeiro/Crato/Nova Olinda/Antonina do Norte/Arneiroz/Tauá)

3. As rotas 02 (Sobral/Massapê/Uruoca/Granja/Camocim/Marco/Acaraú), 06 (Cariré/Ibiapina/ Ubajara/Tianguá/Viçosa do Ceará) e 09 (Sobral/Cariré/Varjota/Nova Russas/Crateús/Independência/Tauá).

FONTE: http://www.casacivil.ce.gov.br/noticias/reuniao-de-trabalho-marca-inicio-ao-cinturao

Acesso em 08 de setembro de 2010.

O PROJETO CINTURÃO DIGITAL DO CEARÁ

Uma rede de 3.000 km de fibra ótica vai iluminar com sinal digital o interior e a capital do Ceará. Inicialmente, o Cinturão digital vai conectar os órgãos públicos e escolas estaduais, em uma mesma rede que pode chegar a até 1 Gbps de velocidade de transmissão de dados, no interior, e 2 Gbps na capital, Fortaleza, beneficiando 82% da população urbana do Estado. O projeto vai incluir também, para conectar a última milha, sinal sem fio (na freqüência de 5,8 GHz, que corresponde ao WiMax) e, quando possível, transmissão de sinal via rede elétrica, tecnologia conhecida como PLC. O cinturão digital será capaz de levar a telemedicina, a educação à distância, videoconferência e a TV Digital para os municípios cearenses. Além disso, serviços digitais comercializados, como: internet, voz por IP, tecnologia 3G, e outros, poderão ser disponibilizado pelas empresas e provedoras desses serviços, que, segundo o modelo de negócio, deverão pagar apenas uma taxa de manutenção das fibras ao Estado, em troca terão que levar ao máximo de pessoas beneficiadas com essa cobertura.

Porém, já está previsto o fornecimento de sinal para as prefeituras interessadas. "O Estado está responsável por fornecer o backbone. E as prefeituras poderão estabelecer parcerias com o governo estadual para estender o sinal aos seus próprios órgãos", informa Fernando Carvalho, presidente da Etice. Segundo ele, a rede já foi projetada com sobra de capacidade, justamente para comportar futuras necessidades de expansão, como é o caso de quando prefeituras se interessarem em utilizá-la. "A rede foi desenhada para ser útil nos próximos 20 anos, será possível disponibilizar 70 Mbps por município.", completa Carvalho.

FONTE: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=498767&page=84

Acesso em 08 de setembro de 2010.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por visitar meu Blog!!!