quinta-feira, 9 de setembro de 2010

SENHOR, EU SEI QUE TU ME SONDAS: O SENHOR É O MEU PASTOR!

Senhor, eu sei que Tu me sondas. E porque me amas - TU me sondas! Pois, quem ama quer cuidar e proteger: dá a vida para salvar e acolher! Em nada me incomodas o Seu olhar manso e meigo. A Sua mão se estende para me ajudar. O Seu abraço me envolve e me acolhe. Em nada me incomodas porque TU me amas de verdade. A cada passo que dou sinto Tua Luz a iluminar o meu caminho. E por isso sigo em frente sem temor da morte porque a tua presença é viva e trás vida para quem se sente acompanhado de Tua presença. Senhor, creio em Ti que do Alto da Sua existência em mim, me observa e me conhece sem vacilar. Eu nada sei do quanto TU sabes a meu respeito. E quando sentir necessidade de redecidir mudar a vida irei sempre Te consultar para saber melhor decidir qual caminho seguir. A minha vida é um livro aberto onde TU escreves a minha história de vida. E são tantas coisas bonitas a contar. São tantos encontros e desencontros nesse mundo de inúmeras realizações. A cada dia, hora, segundo estás a me sondar. Conheces os meus segredos; os meus conflitos; os meus amores. Senhor, eu sei que TU me sondas porque me Amas. Mas, se me sondas é porque sentes que eu sou criança; eu sou uma ovelha perdida e assim queres que eu não me distancie e me ausente da Sua sábia eterna presença. São tantos os espinhos; são tantos os descaminhos. E se não sei, devo aprender a reconhecer os espinhos e compreender o sentido verdadeiro do Caminho. O Teu Santo olhar me vigia dia e noite sem parar. Não há um segundo sem o Seu Santo e implacável olhar. E ao perceber sinto-me renovado e confiante pois sei que És meu Deus que nunca me abandonas. Uma vez me dissestes que eu devia contigo aprender. E por isso me esforcei em ler, ouvir e contigo aprender. Hoje, escrevo em versos o Teu imenso universo; faço da ciência a Tua cósmica consciência; ligo os textos aos contextos; re-ligo a minha consciência a Tua santa Intuição; rezo a Tua Oração. Hoje, eu não sei se sou eu mesmo que escrevo ou se És TU em mim a “me-ditar” as coisas. Eu relaxo, me encanto no Teu doce canto a me embalar. TU És o pincel e eu a tela; És a música e eu a vibração; És o sol e eu os raios de Sua Criação; És a Letra-da-Lei e eu a interpretação da Sua comunicação. Senhor, Eu sei que És TU que me revelas estas linhas que escrevo - tão belas! Senhor, aprendi a Te ouvir, Te amar e em Ti me ligar. Giro em seu redor em busca de uma ordem cósmica. Eu sou a lua iluminada em dia de festa de São João. Eu sou o arco e TU És as cores-do-íris. Eu sou o equilíbrio do pião quando encontro o Seu Centro de rotação. Senhor, eu sei que TU me sondas. E mesmo na noite escura em nenhum momento Deixas de ficar alerta a me sondar. És sentinela que me protege dos inimigos. E por isso posso dormir sossegado. Ninguém irá traiçoeiramente me atacar. TU não irás nunca me deixar! O Teu olhar acalma minha alma inquieta; trás paz ao meu instinto inseguro; cura o meu corpo doente; ilumina a minha visão; amplia a minha inteligência; sutiliza a minha sensibilidade. E por tudo isso eu digo com fé: Eu sei que TU me sondas! No mar da Vida TU És o meu Capitão. O meu barco nunca irá afundar! O mar se acalmará com a Tua Santa presença. Nenhuma tempestade irá me assustar. Em Tuas mãos o leme sempre estará seguro. TU me conduzes para o Teu porto seguro. Farei a travessia no mar da Vida ao Teu lado sem titubear. O mar é grande e soberano, mas não tão grande e soberano quanto o Senhor. Os inimigos são fortes, mas não tão poderosos quanto o Senhor. O Seu olhar iluminado atravessa o horizonte do espaço e do tempo e viaja acima da velocidade da luz sem limites para chegar e enxergar. TU Estás tão perto e ao mesmo tempo infinitamente mais longe também – quando não temos como centro a Tua FÉ! TU És no humano a contraparte da morte em vida. TU És a eternidade viva. TU És o Amor que Cristo pregou e salvou. TU És o que buscamos: o VALOR! TU És a minha transmutação em vida. TU És a minha própria Vida quando me sondas. Por isso, nunca irei morrer, porque nunca Irás parar de me sondar. Por isso, afirmo com fé: Deus me sonda! Deus me Ama! Deus me Anima! E mesmo quando tudo estiver incerto; quando a minha carne não mais me suportar e meus olhos se apagarem de vez, eu saberei reconhecer que a Tua Vida não perecerá e não me deixará. Lembrarei de novo, como Cristo fez na cruz, que o Senhor nunca nos deixou de Sondar, Amar e Animar. E assim direi: TU És o ETERNO AMOR-CRIADOR-SALVADOR! 

Prof. Bernardo Melgaço da Silva
e-mail: bernardomelga10@hotmail.com

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por visitar meu Blog!!!