segunda-feira, 1 de setembro de 2014

Olhares por Heloísa Bitú

Comecei a me interessar por fotografia desde que ganhei uma câmera fotográfica compacta 35mm Yashica de uma tia, ao 15 anos de idade.
Primeiro comecei aprendendo fotografando pessoas da família. Depois comecei a receber convites para fotografar festas de amigos e acabou quase que virando profissão porque procurei fazer cursos e logo isso me rendeu uma boa grana o que deu pra investir em melhores equipamentos; até abrir uma loja para revelação digital.
Porém o meu prazer na fotografia se estabeleceu ao fotografar animais. Sou apaixonada por animais, gosto de fotografá-los em seu habitat natural e justifica-se pelo fato de ser bióloga.
A natureza é o meu estúdio e fotografar o que as pessoas dificilmente param para observar é o assunto principal de meus clicks.
Definir fotografia? Uma pergunta muito difícil essa. Pra mim foi um invento valioso construído pelo homem para tornar as coisas eternas. E é claro, numa atividade, que foge da maneira grotesca como comumente avaliamos as máquinas construídas por nós, mas com a sutileza de poder retratar além do que se pode capturar, ir ao abstrato por meio do concreto.
O fotógrafo pode incluir seus sentimentos na fotografia e ainda provocar sentimentos distintos para quem as observa. Verdadeira poesia.
Imortalizemo-nos por meio da fotografia, a principal intenção de quem fotografa e de quem se deixa fotografar.
Grata, pelo convite!
Heloísa Bitú, Altaneira-CE, Professora e estudante de Arqueologia.

2 comentários:

  1. Olha aí pessoal, uma altaneirense na Série Olhares! Agradecida pela valiosa colaboração Heloísa! Muito Obrigada!

    ResponderExcluir
  2. As fotos de animais são muito bonitas apresentam cores exuberantes.

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar meu Blog!!!