quinta-feira, 12 de março de 2015

Mulheres que inspiram – Camila Oliveira Santos

A décima segunda homenageada da Série Mulheres que inspiram é Camila Oliveira Santos.
Camila Oliveira Santos
Tecnóloga em Processamento de Dados;
Autônoma.

ENTREVISTA
Lucélia Muniz - Dentro do contexto atual, na sua opinião, quais as principais conquistas alcançadas pelas mulheres?
Camila Oliveira - A mulher alcançou, a duras penas, muita coisa nos últimos tempos. Algumas até pela nova sociedade que se formou com a quebra de antigos tabus. Sendo assim, mulheres são chefes de família, estudam para altos cargos, inserem-se em profissões do clube do bolinha, sabem dizer não e decidem se querem ser donas de casa.

Lucélia Muniz - E você, qual sua principal conquista enquanto mulher?
Camila Oliveira - O estudo, o conhecimento que prezo tanto, não só para mim, mas para todos. Ignorância é a pior das punições, é como existir sem ter sido realmente. Sendo assim, sou uma mulher negra que adora estudar, escrever, digerir, amar e está apenas no início do caminho.

Lucélia Muniz - Em pleno século XXI, quais situações ainda são enfrentadas pelas mulheres? Seja na questão de gênero, na falta de políticas públicas e/ou no contexto socioeconômico.
Camila Oliveira - Com certeza ainda são questões antiquadas que apenas ganharam nova roupagem como a desigualdade salarial entre homens e mulheres e o abuso doméstico. Lembrando que antes, como donas de casa, eram vistas por alguns como fardos. Mas agora acabam sustentando a mão que as agride.

Lucélia Muniz - E como a Educação pode ser usada como uma “arma” no combate a estas situações?
Camila Oliveira - Como disse antes, a ignorância abnega a própria existência, pois o ser que não conhece seus direitos e deveres não sabe seu valor como pessoa, sendo assim não consegue se defender. A educação visa amenizar tais situações, esclarecendo ambos os gêneros. Criando mulheres fortes e conscientes e homens honrados e esclarecidos em seus papéis na sociedade.

Lucélia Muniz - Deixe-nos uma mensagem neste Dia Internacional da Mulher.
Camila Oliveira - Tudo o que tenho a dizer resume-se em uma só palavra, Respeito. É nele que tudo se sustenta, é dele que vem a convivência e humanidade é para ele que somos ensinados. O dia em que todos aprenderem o verdadeiro sentido dessa palavra o mundo terá descartado ao menos metade de seus problemas e mulheres poderão afirmar sem sombra de dúvidas que geram seres humanos e não apenas pessoas.

Um comentário:

Obrigada por visitar meu Blog!!!