quarta-feira, 12 de agosto de 2015

O que NÃO é gerenciamento da sala de aula

O Gerenciamento de Sala NÃO se trata de criar nenhum sistema de punição e recompensa. Ao invés disso, o efetivo gerenciamento da sala de aula é resguardar que todos os alunos estejam ativamente envolvidos nas tarefas.

Deste modo o professor previne as questões que desestabilizam o gerenciamento da sala antes que elas ocorram.... O professor torna-se proativo e deixa de ser reativo.

Entretanto, é difícil manter os alunos ativamente envolvidos se eles estão entediados ou desinteressados na aula.
É por isso que o tédio dos alunos é um dos maiores fatores que contribuem para que questões que desestabilizam a sala de aula apareçam com frequência.

É tarefa do professor acender o interesse e aumentar a motivação para aprender.
Como? O melhor modo de fazer isso é criar uma conexão entre o que os alunos estão aprendendo e o que está acontecendo na vida deles.... Em outras palavras, encontrar o ponto de convergência com o que é significativo para ELES.

Em História, Artes, Língua Portuguesa e Ciências é relativamente fácil fazer isso.
Ao trabalhar, por exemplo, a mensagem dos "Hyppies" nos anos 70, suas roupas, seu gosto musical, peça aos alunos que façam uma lista do que hoje é considerado `rebelde`, após esta lista motive-os a compararem os modelos de expressão dos jovens nos anos 70 com os modelos que a   juventude de hoje se utiliza.

A questão primordial é, se você conseguir que os alunos queiram aprender então tudo o mais torna-se muito fácil.  Afinal quem tem o poder de criar um ambiente facilitador para o aprendizado é você.

Outro modo que os Professores podem aumentar a motivação para o aprendizado é utilizar perguntas que instiguem a reflexão e a crítica. Em ciências, por exemplo, ao levantar a questão da “Gripe Suína” que depois passou a ser chamada de gripe H1N1, instigar os alunos a refletirem o que a economia, os frigoríficos de carne suína tiveram a ver com isso.
Levantar dúvidas, instigar a reflexão, estimular o pensamento crítico acaba elevando a temperatura da discussão e faz com que os alunos se envolvam e queiram saber mais, e ao agir assim extrapolam o que está nos livros didáticos e partem para a vida real, o mundo em que vivem e passam a se apropriarem de conhecimentos que os afetam diretamente enquanto cidadãos.

Um terceiro modo de aumentar a motivação para aprender é a utilização de vídeo. Ok, talvez pareça óbvio demais, porém muitos professores mostram o vídeo no momento errado da lição…. E sempre deixam o vídeo por último.

O vídeo não deve ser deixado para o final, ou para o fechamento daquela lição. Ao invés de vídeos longos, utilize curtas, ou vídeo clips no começo das lições para provocar os alunos e atiçar a curiosidade.

Aqui vai uma dica: você sabia que existe um site www.curtanaescola.com.br que oferece uma infinidade de curtas que podem ser assistidos no computador da escola, e podem ser usados em várias disciplinas?

Então, vamos recapitular. As questões de gerenciamento da sala de aula estão diretamente ligadas ao tédio do aluno. Assim, o professor precisa aumentar a motivação dos alunos para aprender. Os professores podem lançar mão de três estratégias:

1. Criar conexões entre o conteúdo e os interesses dos alunos;
2. Usar o pensamento crítico e a reflexão para gerar discussões;
3. Usar o vídeo no início das lições para cativar o interesse e a curiosidade.

Roseli Brito
Pedagoga - Psicopedagoga - Coach

Um comentário:

Obrigada por visitar meu Blog!!!