segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Olhares por JL Tavares

Meu nome é José Luiz Tavares, conhecido como JL, sou do Rio de Janeiro e sou fotógrafo a dois anos, sendo que a 1 ano apenas como profissional.
Eu ia a muitos festivais de balões quando era adolescente, adorava ver os baloeiros preparando seus balões, bandeiras e cangalhas de fogos (ainda não era combatida a soltura de balões). No meio de toda aquela confusão, algo mais me chamava a atenção, via os fotógrafos, com suas câmeras com lentes enormes, fotografando os melhores balões. Depois via algumas das imagens nos álbuns de figurinhas que eu colecionava e ficava fascinado!
Passaram-se anos até que eu pegasse pela primeira vez numa DSLR, foi na igreja onde eu congregava. O Pastor via que todos os eventos eu levava minha compacta para tirar fotos, e ele comprou uma Canon T3i e deixou na minha mão.
Comecei a estudar por conta própria para tirar o melhor proveito do equipamento e depois de algum tempo comprei a minha Nikon D5100.
Continuei estudando e conforme eu postava minhas fotos no Facebook as pessoas começaram a perguntar se eu tinha mudado de profissão. Na época eu era gerente comercial de uma multinacional. Eu dizia que não, que era hobbie, mas de tanto perguntarem acabei pegando meu primeiro trabalho e daí não parei mais.
Em Janeiro eu sai da empresa que trabalhava para me dedicar exclusivamente a fotografia e não me arrependo.
Em meus trabalhos eu procuro sempre que possível extrair a essência de quem eu estou fotografando. Não tento fazer com que meu cliente faça algo que não tenha nada a ver com sua característica.
Eu defino a fotografia como uma extensão do olhar de quem fotografa. A capacidade que um indivíduo tem de mostrar ao mundo a forma como ele enxerga através de uma imagem digital ou impressa.
A fotografia, nos dias atuais se tornou indispensável. Você fotografa com Smartphone, tablet, compactas, DSLRs... O importante é registrar o momento! A imagem capturada proporciona uma comunicação que dá margem a várias interpretações, pois cada pessoa olha a imagem de forma diferente.
A fotografia nos permite reviver momentos, não só a imagem em si, mas olhando a fotografia, sentir o cheiro, o paladar de uma comida do almoço registrado, a dor da perda, a felicidade de um nascimento, enfim, a fotografia é uma grande aliada da nossa memória.

2 comentários:

  1. Honrado em ter minha ainda pequena trajetória relatada em seu valor.

    ResponderExcluir
  2. Tudo começa com o primeiro passo! E sua história é bem interessante! Grata pela colaboração! Um abraço!

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar meu Blog!!!