domingo, 20 de março de 2016

Elas por Eles com Aristóteles Alencar

Francisco Aristóteles Alencar Cardoso
Graduando em Sistemas de Informação, pós-graduando em Redes e Segurança de Sistemas, Professor de Informática e Editor de Vídeos. Nasceu em Crato-CE, residente aqui em nosso município.
ENTREVISTA nº 21
Lucélia Muniz - Dentro do contexto atual, na sua opinião, quais as principais conquistas alcançadas pelas mulheres?
Aristóteles Alencar - Creio que as conquistas são diárias, adquiridas por todas aquelas mulheres não só no Brasil, mas no mundo, que lutam por respeito e direitos iguais. Olhando para o passado, conseguimos ver diversos avanços e conquistas concretizadas por mãos femininas, como Ada Levelace que em 1842 se tornou a primeira mulher programadora e ainda hoje vem inspirando mulheres da área de Tecnologia da Informação. Guerreiras e pioneiras, essas são as mulheres.

Lucélia Muniz - Em pleno século XXI, quais situações ainda são enfrentadas pelas mulheres? Seja na questão de gênero, na falta de políticas públicas e/ou no contexto socioeconômico.
Aristóteles Alencar - Ainda hoje, algumas sociedades e culturas não veem as mulheres no mesmo âmbito de igualdade do homem, isso se dá por motivos religiosos ou mesmo pela marginalidade que são obrigadas a viver. Mesmo assim, muitas conseguem se levantar ante essa sociedade opressora e machista que vivemos e conseguem se destacar dentre as demais, trazendo conquistas não só para ela mesma, mas para todas.

Lucélia Muniz - E como a Educação pode ser usada como uma “arma” no combate a estas situações?
Aristóteles Alencar - A educação é uma arma para combater antes de tudo a ignorância humana, entendermos que dependemos uns dos outros. E, que o conhecimento quando é vivido e compartilhado ultrapassa barreiras grandiosas. Pensarmos racionalmente e entender que a única diferença entre homens e mulheres são cromossomos.

Lucélia Muniz - Neste Dia Internacional da Mulher, no mês de março, qual Mulher você gostaria de homenagear em nome de todas? Por que? 
Aristóteles Alencar - Sou um grande admirador das mulheres, são elas que geram filhos, um grande milagre concebido a elas. E também por esse motivo não poderia deixar de homenagear minha mãe Anilda Alencar, um exemplo de mulher, de esposa, de mãe e de guerreira. Foi na luta do seu já vencido câncer de mama, que aprendi que a cura está dentro de nós mesmo, só basta crer. Hoje ela olha para trás e ver o sofrimento como aprendizado na vida e fala com muita alegria e paz de espírito: “Hoje eu sei que sou forte, estou pronta pra outra.”
Te Amo Mãe!

Um comentário:

  1. Nós concordamos que todas as mulheres podem te direitos iguais.
    Equipe:Claudio César;Romulo Alves;Adenilson Cardoso;Ricardo Sousa
    3ºano A

    ResponderExcluir

Obrigada por visitar meu Blog!!!