quarta-feira, 20 de julho de 2016

Palestra - Urbanismo e planejamento urbano

ENEM não tira férias com palestra sobre Urbanismo e planejamento urbano para motivar produção textual

No período da manhã, no auditório da EEEP Wellington Belém de Figueiredo, a Profª Drª Laudeci Martins que tem graduação em Ciências Econômicas, Mestrado em Economia e Doutorado em Educação – também conduziu a palestra “Urbanismo e planejamento urbano.”

Nosso município, Nova Olinda, está sendo um polo que reúne alunos das escolas - Wellington Belém de Figueiredo, Padre Luís Filgueiras, Adrião do Vale Nuvens e Santa Tereza dentro da proposta do “ENEM não tira férias.”
Confira alguns aspectos abordados pela palestrante Profª Drª Laudeci Martins da Universidade Regional do Cariri - URCA:

Planejamento Urbano
- O centro de ação do planejamento urbano é a organização e o desenho de assentamentos humanos, desde as menores vilas até as maiores cidades;
- É também o planejamento de uma nova área urbana em uma dada região;
- É o processo de criação e desenvolvimento de programas que buscam melhorar ou revitalizar certos aspectos como a qualidade de vida da população;
- Precisam prever o futuro e os possíveis impactos, positivos e negativos, causados por um plano de desenvolvimento urbano.

- O centro de ação do planejamento urbano é a organização e o desenho de assentamentos humanos, desde as menores vilas até as maiores cidades;
- É também o planejamento de uma nova área urbana em uma dada região;
- É o processo de criação e desenvolvimento de programas que buscam melhorar ou revitalizar certos aspectos como a qualidade de vida da população;
- Precisam prever o futuro e os possíveis impactos, positivos e negativos, causados por um plano de desenvolvimento urbano.

O planejamento urbano nasceu em resposta aos problemas enfrentados pelas cidades, tanto os não resolvidos pelo urbanismo moderno quanto aqueles causados por ele.
- Essa expressão vem da Inglaterra e dos Estados Unidos (1850);
- Nessa visão o fenômeno urbano foi reconhecido como algo dinâmico – onde a cidade é vista como resultado de sua própria história e que evolui no tempo;
- A cidade não é mais um modelo ideal a ser concebido pelos urbanistas.

A cidade real passa a ser o foco, ao invés da cidade ideal, a ênfase passa da busca pelo modelo de cidade ideal para a solução de problemas concretos, buscando estabelecer mecanismos de controle dos processos urbanos ao longo do tempo.
- Outra mudança é a participação de profissionais de diversas áreas do conhecimento, cada um com a sua visão sobre os problemas da cidade.
- Até o final do século XIX, o planejamento urbano era de responsabilidade de arquitetos.
- Mas o crescimento dos problemas urbanos forçou muitos países a participarem mais ativamente no processo de planejamento urbano.
Referência Bibliográfica
Profª Ana Paula de Oliveira Zimmermann. Curso de Arquitetura e Urbanismo: Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo III – TH3. Escola de Artes e Arquitetura. Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por visitar meu Blog!!!