quarta-feira, 24 de agosto de 2016

ALMA

Se você se beliscar, sentirá que está vivo. Se alguém lhe chamar aos gritos, você, certamente, atenderá ao chamado. Seus sentidos lhe orientam a reagir a cada ato que ocorre em sua vida. Mas, quando alguém a quem você ama lhe magoa ou lhe ofende, que sentido você usa para expressar o que sente, além das lágrimas que escorrem em sua face?

Sua alma!
É impossível dar uma definição concreta da alma, pois a alma não é uma entidade concreta, mas abstrata. Não é matéria, é energia, mas não é energia física. É energia divina, um pedacinho de Deus dentro de você. É a parte que existe além da matéria, além de seu corpo e de seus cinco sentidos.

Não pode ser vista. A alma é para o corpo o que a roupa espacial é para o astronauta: funciona como uma bateria, dando vida e animação. Tire o astronauta da roupa, e esta será basicamente inútil. Tire a alma do corpo, e o corpo, praticamente, desmorona.

Mas, como sabemos se temos alma? Basta me acompanhar no simples raciocínio: você tem um corpo? Se respondeu “sim”, diga-me: quem é este “eu” que tem um corpo? Não poderia ser o corpo, pois não se pode dizer que o corpo tem um corpo. Então, isso é o que chamamos de alma. De forma mais abrangente, somos um composto de alma e corpo. Isso explica porque somos tão confusos, certo?

Sandro Franco*
E-book: O que te move?
*Estudioso de teologia, coach pelo Instituto Ecosocial, certificado pelo Institute Coaching Federation (ICF), dos Estados Unidos; mestre em administração; e pós-graduado em finanças internacionais e marketing.

2 comentários:

Obrigada por visitar meu Blog!!!