domingo, 26 de março de 2017

E já tem milho verde no roçado!!!

FOTO - Kely Pereira
O milho é um alimento consumido desde os tempos antigos, pelos povos pré-colombianos e quando os europeus chegaram ao continente encontraram várias espécies cultivadas. Com o passar do tempo, o milho foi sendo melhorado, pois é uma planta que possui uma grande variedade de combinações, sendo utilizados para muitas finalidades. Assim, a espécie de milho que se tornou popular no Brasil foi o milho verde que pode ser consumido assado, cozido ou para a produção de receitas diversas, tais como curau, pamonha, sucos, bolos, dentre outras. Além disso, é muito utilizado para a produção de rações, em indústrias, para exportações, etc.

De acordo com Câmara Cascudo, em seu livro a História da Alimentação no Brasil, receitas como pirão, pamonha, canjica, pipoca, dentre outras tiveram origem com os índios brasileiros. E, com a colonização das Américas, os portugueses e africanos foram adaptando e produzindo outras receitas. O nome pamonha, por exemplo, vem da palavra pamunã, do tupi.

O milho é um alimento muito consumido e a nutricionista Karin Honorato destaca alguns benefícios do mesmo. Entre os benefícios, ela destaca as vitaminas A, B1 e C, o magnésio. “O destaque do milho está no carotenóide. Esse composto que traz a cor do milho e duas substâncias merecem atenção: a luteína e zeaxantina. Essas substâncias ajudam muito a proteger a visão dos raios ultravioletas e também previnem a degeneração e até a catarata”, destaca. 

Outro componente do milho são as fibras, segundo a nutricionista. Elas ajudam a diminuir o nível de colesterol e de açúcar no sangue, diminuindo o risco de doenças cardiovasculares, de acordo com Karin. “O cabelo de milho” presente nas espigas também possui benefícios. A nutricionista destaca a ação diurética, interessante para diminuir do organismo o excesso de ácido úrico. “Basta fazer um chá e ir consumindo ao longo do dia”, recomenda.

Sobre a pipoca, Karin afirma que é um alimento muito nutritivo. “Aquela parte branquinha é rica em amido resistente. Que é interessante para o intestino e também para diminuir o nível de açúcar no organismo. E a casquinha da pipoca é rica em antioxidantes”, diz. A nutricionista indica a pipoca feita na panela.

Karin faz dois alertas em relação ao consumo de milho. “Primeiro, ele é um alimento com alto valor energético. E para você que está sempre controlando e evitando ganhar peso ele deve ser consumido com moderação”, diz. As pessoas intolerantes ao milho devem consumir com cautela e evitar o consumo diário. A nutricionista ainda destaca que o milho é uma ótima opção de alimento para as pessoas com intolerância ao glúten.

            G1 da Globo

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigada por visitar meu Blog!!!